Influência dos sedimentos em suspensão no transporte e sobrevivência de E. coli no estuário do Tejo

Sara Mendes, Elsa Mesquita, Marta Rodrigues, José Menaia

RESUMO

Investigou-se a capacidade de sedimentos em suspensão no estuário do Tejo para cotransportar Escherichia coli, como indicador do comportamento das bactérias entéricas. Esta capacidade foi atestada i) pela correlação entre a concentração de sólidos suspensos totais e de E. coli em amostras de água colhidas na praia de Algés, cais de Alcântara e marina do Parque das Nações, à superfície (0,15 m) e próximo do fundo (1 – 9 m), na preia- e baixa-mar, bem como ii) pela co-deposição de E. coli e sedimentos em suspensão nas amostras. O co-transporte de E. coli foi particularmente significativo para os sedimentos com uma estrutura porosa rica em substâncias poliméricas extracelulares (Alcântara e Parque das Nações), cuja tendência para flocular foi evidenciada em ensaios de sedimentação em coluna. Considerando i) os valores dos coeficientes de atenuação da radiação ultravioleta das águas amostradas, ii) a sua dependência da concentração em sólidos suspensos e iii) os teores a que estes ocorrem no estuário, inferiu-se que neste a radiação UV-B extingue-se para valores próximos do nulo a menos de 1,5 m de profundidade e que, portanto, a influência da radiação solar no decaimento da contaminação bacteriana é apenas relevante em zonas pouco profundas do estuário do Tejo e com baixo teor em sólidos suspensos.

Palavras passe: estuário do Tejo, sedimentos em suspensão, Escherichia coli, radiação solar

 

ABSTRACT

The influence of suspended sediment on the transport and survival of E. coli in the Tagus estuary

The capacity of Tagus estuary suspended sediments to co-transport Escherichia coli as surrogate for enteric bacteria was investigated. This capacity was evidenced i) by the correlation between the concentration of total suspended solids and E. coli in water samples collected at Algés beach, Alcântara quay and Parque das Nações marina, on the surface (0.15 m) and near the bottom (1 – 9 m), at low and high tide as well as ii) by the apparent co-deposition of E. coli and sediment particles in suspension. E. coli cotransport was particularly significant for sediments with a porous structure rich in extracellular polymeric substances (Alcântara and Parque das Nações), whose tendency to flocculate was demonstrated in column sedimentation tests. Given i) the values of ultraviolet radiation attenuation coefficients of the sampled waters, ii) these coefficients dependence on the concentration of suspended solids, and iii) the ranging levels of these in the estuary, it is likely that there UV-B radiation becomes extinct at depths of ca. 1.5 m or less and that the influence of solar radiation on the decay of bacterial contamination is therefore only relevant in shallow areas of the Tagus estuary with low levels of suspended solids.

Keywords: Tagus estuary, suspended sediments, Escherichia coli, solar radiation

DOI : 10.22181/aer.2019.0504
ISSN : 2184-6049

Login

FAÇA-SE SÓCIO

 

Conheça todos os benefícios
dos nossos associados e faça parte da nossa rede!

Menu