Combustível Derivado de Resíduos (CDR): Definição, padronização e usos potenciais

Rodrigues M. S., Barreira L.P., Pimenta E., Dantas F.

RESUMO

A gestão dos resíduos sólidos urbanos representa um desafio cada vez mais significativo, notadamente nas regiões metropolitanas e para os consórcios de municípios. Nesse contexto, formas de disposição alternativas ao aterramento começam a ser consideradas no Brasil, ainda que de forma bastante lenta. A produção de Combustível Derivado de Resíduos (CDR) apresenta-se como uma real possibilidade de abatimento de resíduos, em particular aqueles não segregados. Após o processamento, geralmente por Tratamento Mecânico (TM) ou Tratamento Mecânico e Biológico (TMB), os resíduos adquirem um Poder calorífico mínimo tal que lhes confere um valor de mercado atrativo para produtores e consumidores. Um mercado potencial para CDR seriam as plantas de incineração com produção de energia e as indústrias cimenteiras. No Brasil ainda não existem plantas de TM, TMB ou termoenergéticas geradas a CDR, todavia, a discussão já chegou até nós e essas tecnologias serão adotadas assim que houver condições económico-financeiras para tanto. É importante que a academia e as instituições ligadas ao setor de saneamento se adiantem, propondo uma normatização para a qualidade técnica e ambiental do CDR, antes que essas tecnologias sejam estabelecidas sem a garantia de padrões mínimos. O objetivo deste trabalho é apresentar um apanhado das normas internacionais para CDR, que sirva de parâmetro para um debate que deverá ocorrer.

Palavras passe: gestão de resíduos sólidos, combustível derivado de resíduos, normatização.

ABSTRACT

Residues Derived Fuels (RDF): Definition, standards and potential uses

The management of urban solid wastes poses a growing challenge, chiefly in metropolitan areas and for consortia of municipalities. In this regard, alternatives to landfilling are beginning to be considered in Brazil, even if in a rather slow way. The production of Residues Derived Fuels (RDF) is a real alternative for the abatement of residues, in particular those not diverted to recycling. After treatment, either by Mechanical Treatment (MT) or Mechanical Biological Treatment (MBT), residues reach a level of Calorific Value with market potential for both Waste to Energy plants and cement plants. In Brazil there are not plants of MT, MBT, or thermoenergy plants running with RDF, however this discussion is alive within the waste management sector and these technologies will be adopted as soon as economic conditions allow it.    Universities and institutions linked to the waste sector must come forward to propose the standardization of technical and environmental parameter for RDF before such technologies get established without regulation. The aim of this paper is to analyse some important international norms for RDF, which may serve as parameter for the discussion we must have in due time.

Keywords: urban solid wastes management, residues derived fuel, standardization.

DOI : 10.22181/aer.2017.0206
ISSN : 2184-6049

Login

FAÇA-SE SÓCIO

 

Conheça todos os benefícios
dos nossos associados e faça parte da nossa rede!

Menu